Pular para o conteúdo da página
Brasão da PUC-Rio

Vice-Reitoria para Assuntos Acadêmicos

Ensino, Pesquisa e Desenvolvimento

Por Renata Ratton Assessora de Comunicação - Vice-Reitoria para Assuntos Acadêmicos
Cinco anos de um projeto de sucesso na formação de professores
PIBID PUC-Rio celebra marco com lançamento de livro, reflexões e debates em seu 5º Encontro Institucional

O 5º Encontro Institucional PIBID PUC-Rio pensou e discutiu a Integração e Renovação na Formação de Professores, tema do evento, com uma novidade: o lançamento do livro Experiências na formação de professores: cinco anos do PIBID PUC-Rio.

O encontro contou com 230 participantes, entre eles, bolsistas de iniciação à docência, professores-supervisores, coordenadores de área, professores e alunos das diversas licenciaturas, diretores de departamento, diretores de escolas e demais interessados na formação de professores.

Na sessão de abertura, a Coordenadora Central de Graduação, professora Daniela Vargas, e a Coordenadora Institucional do PIBID/PUC-Rio, professora Maria Rita Passeri Salomão, destacaram a consolidação do programa na Universidade, observando seus impactos nos cursos de Licenciatura e a participação de todos os envolvidos. A professora Marli André, da PUC-SP, falou, em seguida, sobre as contribuições do PIBID à formação de professores, apresentando resultados de sua pesquisa sobre a inserção profissional de egressos de programas de iniciação à docência.

- Na primeira parte da pesquisa, Marli André analisou a aproximação entre a universidade e a escola na formação de professores, visando investigar as contribuições de programas de iniciação à docência para o desenvolvimento profissional de seus participantes. Ela considerou os programas PIBID, Bolsa Alfabetização e Bolsa Formação. Na segunda parte, que constitui o projeto atual, ela trata da inserção profissional de egressos, e busca responder como ocorre o início da docência dos que passaram por programas especialmente delineados para favorecer sua inserção profissional, explica a professora Maria Rita.

De acordo com a coordenadora, o tema despertou muito interesse nos participantes, não só do ponto de vista do referencial teórico utilizado na pesquisa, como também dos resultados apresentados, que possibilitam acreditar, cada vez mais, nas contribuições do programa à formação de professores. “Trata-se, essencialmente, de o aluno levar novas ideias para a escola e, ao mesmo tempo, vivenciar a realidade da escola. É uma mistura do ensino acadêmico com o ensino proporcionado pela vivência na escola que, quando é bem-feita, traz resultados favoráveis para ambos os lados”, pondera Maria Rita.


As coordenadoras Daniela Vargas e Maria Rita Passeri Salomão destacaram a consolidação do programa, durante a abertura do 5º Encontro Institucional PIBID PUC-Rio; no detalhe, a professora Marli André, da PUC-SP, apresenta os resultados de sua pesquisa - Fotos: Antonio Albuquerque, Núcleo de Memória

A segunda mesa do dia abordou o tema do encontro, com a participação do Decano do Centro de Teologia e Ciências Humanas (CTCH), professor Júlio César Valladão Diniz, do Vice-Decano do Centro de Ciências Sociais (CCS), professor Augusto César Pinheiro da Silva, e da Diretora do Departamento de Artes & Design, professora Jackeline Lima Farbiarz.

Coordenada pela professora Maria Cristina Góes, do Departamento de Letras e Coordenadora da área de Gestão do PIBID/PUC-Rio, a ideia da mesa surgiu a partir do encontro do ano passado, particularmente de um debate sobre a reforma do Ensino Médio: “nesse debate, foi muito marcante a questão da integração, discutimos de que maneira a Universidade já poderia abrir esse caminho. Então, foi uma retomada do tema”, explica a professora, continuando:

- O professor Júlio Diniz já havia participado do 4º encontro, quando realizou a mediação das discussões sobre Ensino Médio; como Decano do CTCH, busca a integração com o Decanato do CCS, mais um motivo para pensarmos no quanto seria interessante retornar como convidado para falar um pouco sobre esse processo e de como ele poderia ser visto no âmbito das licenciaturas. Com isso, surgiu o nome do professor Augusto César, como representante do Decanato do CCS, esclarece a coordenadora.

Segundo Maria Cristina, também pesou na escolha o fato de ambos terem passado por escolas: “o professor Augusto até hoje trabalha com o Ensino Médio e o professor Júlio ministrou aulas de Literatura por muitos anos. Ambos continuam envolvidos com o Vestibular, então são pessoas que têm a vivência da escola, o que, para nós, é muito importante, afinal se está falando de um evento voltado para a Educação Básica”, acrescenta.


Encontro que discutiu a integração e a renovação na formação de professores contou com 230 participantes - Foto: Antonio Albuquerque, Núcleo de Memória

A professora Jackeline, por sua vez, realiza pesquisa voltada para a leitura, materiais pedagógicos e educação inclusiva, abordando o Design no contexto educacional. “Jackeline está concretizando a integração entre o que se pode pensar e alcançar”, pontua Cristina.

A professora Maria Rita lembra que a mesa teve o objetivo de trazer para reflexão a integração, mas também a inclusão:

- A professora Jackeline representa uma contribuição importante, no momento em que as escolas públicas e privadas estão discutindo a inclusão. Ela trouxe um conjunto de materiais, na linha do Design, que vêm facilitar o processo da sala de aula, exemplos, filmes, enriqueceu o debate. É uma questão que está posta, mas, em virtude de sua complexidade, os cursos de formação de professores ainda não estão dando conta de trabalhar todo seu potencial. Percebemos que o Design pode nos ajudar muito na formação, não só com os produtos, mas também com mais possibilidades de cursos e disciplinas a serem compartilhados. Para a Coordenadora Institucional do PIBID PUC-Rio, os bolsistas de iniciação à docência muitas vezes não sabem como lidar com as diferenças encontradas entre os alunos e suas necessidades específicas.

- Não se tinha a pretensão de sanar essas dúvidas, mas de fazer os alunos refletirem sobre diferenças e buscarem, na Universidade, o apoio necessário para sua minimização. O aluno precisa entender que é importante integrar, mas também preservar as particularidades, a alteridade. Então, como trabalhar essas diferenças em sala de aula? A integração não pode configurar uma opressão”, reflete Maria Cristina.

Em sua fala, o professor Augusto César Pinheiro abordou a inovação na sala de aula, bem como as estruturas e redes formativas, lembrando o quanto o PIBID já se configura como um programa de integração, estabelecendo pontes entre a universidade e a escola. Relacionando-o aos estágios curriculares, ele acredita que o PIBID torna o aluno de Licenciatura mais criativo, trazendo importante feedback para a formação de professores.


Professor Augusto César Pinheiro, Vice-Decano do CCS, professora Jackeline Farbiarz, Diretora do Departamento de Artes & Design, professora Maria Cristina Góes, Coordenadora de Gestão do PIBID PUC-Rio e professor Júlio César Diniz, Decano do CTCH, durante a segunda-mesa redondo do encontro - foto: Antonio Albuquerque, Núcleo de Memória

O professor Júlio César Diniz buscou mostrar a importância da preservação da criatividade do professor, da resiliência e da resistência no sentido de manter a busca por seus valores e crenças sobre a sala de aula, mencionando o quanto é necessário questionar todo o processo e nunca perder a capacidade de reflexão. “É isso que fará com que se mantenha criativo e atento à realidade da escola”, enfatizou, observando que a inovação é um lugar de inquietação.

Para ele, a Licenciatura não pode perder seu caráter de inovação: “os professores produzem aulas (citando o professor Ilmar Mattos, do subprojeto da História), espera-se que o professor seja autor de sua própria aula, e não apenas reprodutor do que vê, que possa colocar na aula a sua ação de forma reflexiva e autoral. Que saiba responder pelo seu trabalho, pelas opções e escolhas que está fazendo”.

O segundo dia do encontro institucional foi marcado pela participação dos bolsistas e das unidades escolares, com relatos sobre a implementação do programa em seus cinco anos.


No segundo dia, diretores e coordenadores de escolas, e bolsistas de iniciação à docência, discutiram as contribuições do PIBID nos últimos cinco anos - Foto: Antonio Albuquerque, Núcleo de Memória

A mesa O PIBID e a escola: diálogos necessários, coordenada pela professora Patrícia Coelho da Costa, da Educação, com a participação de coordenadores e diretores das unidades escolares integrantes do PIBID, a saber, EM Christiano Hamann, EM George Pfisterer, EM Santo Tomás de Aquino, EM Sérgio Vieira de Mello, buscou analisar as diferentes contribuições do programa para as respectivas unidades, destacando aspectos como ser o programa uma via de mão dupla; a valorização do papel do professor-supervisor; a possibilidade de uma nova visão da sala de aula e de novo olhar para a escola; a oportunidade dada ao aluno de vivenciar situações novas e a capacidade de tornar a escola viva e dinâmica, preparando o bolsista para o inesperado.

Na segunda mesa, Cinco anos do PIBID/PUC-Rio: retrospectivas e projeções, coordenada pela professora Rejane Cristina Rodrigues, da Geografia, contou com a participação de bolsistas de iniciação à docência dos vários subprojetos, desde os mais recentes no programa até aos mais antigos.

- Cada um teve oportunidade de explicitar o significado do PIBID na sua formação, destacando aspectos como a possiblidade de tecerem uma nova leitura de mundo; os momentos de reflexão da prática pedagógica em cada reunião; o preenchimento da lacuna entre a teoria e a prática. Os debates em torno dos dois temas enriqueceram a programação e intensificaram as parcerias com as unidades escolares, pontua Maria Rita.

 

Experiências na formação de professores: cinco anos do PIBID PUC-Rio

Livro registra meia década de uma parceria de sucesso

“A ideia de publicar o livro Experiências na formação de professores: cinco anos do PIBID/ PUC-Rio surgiu como forma de registrar a trajetória das Licenciaturas da PUC-Rio no Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID), subvencionado pela Capes”, conta a professora Maria Rita Passeri Salomão.

Constituído a partir de relatos de experiências sobre a iniciação à docência em cada uma das Licenciaturas na PUC-Rio – Ciências Sociais, Filosofia, Geografia, História, Letras Inglês, Letras Português e Pedagogia – e sua relação com a escola básica, o livro, para ela, “representa o trabalho de uma equipe coesa que acredita na formação de professores e a ela se dedica com seriedade”.

A publicação se inicia com o capítulo: Quem conta nossa história, em que são apresentadas a equipe que compõe, hoje, o PIBID/PUC-Rio, e as unidades escolares que recebem os bolsistas. O capítulo seguinte é destinado à apresentação do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência – PIBID, subsidiado pela CAPES, e sua implementação na PUC-Rio desde o Edital nº 11/2012. “Abordamos a adesão da PUC-Rio ao Programa, a implantação dos diversos subprojetos, sua articulação com o Sistema Público e os impactos nas Licenciaturas”, informa a coordenadora.

De acordo com Maria Rita, em cada capítulo, é possível conhecer o trabalho desenvolvido pelos subprojetos nas unidades escolares municipais e estaduais com as quais o PIBID/PUC-Rio estabeleceu parceria. Cada coordenador de área descreve o seu subprojeto, a metodologia utilizada e as atividades criadas de acordo com o foco de cada área, abrangendo da Educação Infantil ao Ensino Médio.

- Reservamos um capítulo para citar e homenagear alunos, professores-supervisores, coordenadores de área e unidades escolares que participaram do Programa em algum tempo, desde o seu início na PUC-Rio, dando a sua contribuição. Esperamos que os relatos apresentados estimulem, cada vez mais, professores e alunos das diversas licenciaturas a buscar uma formação eficaz, e que as escolas parceiras possam usufruir dos resultados obtidos ao longo desses cinco anos de PIBID/PUC-Rio.


Durante o lançamento do livro, o Vice-Reitor para Assuntos Acadêmicos, professor José Ricardo Bergmann, a Coordenadora Institucional do PIBID, professora Maria Rita Passeri Salomão, que organizou a publicação junto com as professoras Rejane Rodrigues, da Geografia, e Ana Paula Carvalho, de Ciências Sociais - Foto: Antonio Albuquerque, Núcleo de Memória



Publicada em: 20/12/2017


| Ensino, Pesquisa e Desenvolvimento | | Prêmios e Destaques Acadêmicos | | Rankings | | Campanhas | | Sobre a VRAC |
Busca na VRAC: