Pular para o conteúdo da página
Brasão da PUC-Rio

Vice-Reitoria para Assuntos Acadêmicos

Ensino, Pesquisa e Desenvolvimento

Por Renata Ratton Assessora de Comunicação - Vice-Reitoria para Assuntos Acadêmicos
Pesquisa de ponta

Recursos do PROINFRA 2021, da FINEP, vão financiar aquisição de equipamentos de alto nível para uso interdisciplinar em projetos da Universidade e para a sociedade

Da esquerda para a direita: Microscópio Eletrônico de Transmissão; Bojan Marinkovic, do Departamento de Engenharia Química e de Materiais - Foto: Ana Branco - O Globo; Jorge Lopes, do Departamento de Artes & Design - Foto: divulgação; Impressora 3D J5 MediJet™


O projeto Aquisição de equipamentos para caracterização e processamento de nanomateriais, submetido pelo Decanato do Centro Técnico Científico ao edital FINEP PROInfra, teve dois subprojetos aprovados: Aquisição de Microscópio Eletrônico de TransmissãoAquisição de equipamento de impressão 3D com recursos multimateriais, multicoloridos e biocompatíveis.

Coordenado pelo professor Bojan Marinkovic, do Departamento de Engenharia Química e de Materiais (DEQM), o subprojeto Aquisição de Microscópio... permitirá a compra do único equipamento de microscopia ainda não disponível na Universidade. As equipes científica e executora, compostas por professores e pesquisadores de seis diferentes departamentos do CTC,  têm experiência comprovada na utilização do equipamento, com publicações em periódicos de alto fator de impacto, em pesquisas de cunhos diferenciados e em linhas distintas de pesquisa tais como física, química, biotecnologia, engenharia de materiais, nanotecnologia, engenharia civil e elétrica.

– Trata-se de equipamento de alta tecnologia, versátil, e de caráter multiusuário, que possibilitará o estudo em diversas áreas do conhecimento, beneficiando a comunidade científica e acadêmica, interna e externa, assim como a indústria nacional. O objetivo primordial da aquisição é poder acompanhar as pesquisas internacionais de ponta nas áreas de engenharia de materiais, nanotecnologia, biotecnologia, física, química e afins, que na sua maioria dependem de microscopia eletrônica, explica o coordenador.

De acordo com Bojan, um dos objetivos é estimular pesquisas nessas linhas de atuação, todas pertencendo às áreas de tecnologias priorizadas pela Portaria MCTI nº 5.109, de 16 de agosto de 2021. "Para os alunos de graduação das engenharias, o equipamento proporcionará o contato e a prática no uso de dados experimentais, poderão utilizá-lo em suas pesquisas e vivenciar experiências em conformidade com as novas Diretrizes Curriculares Nacionais para os Cursos de Graduação em Engenharia".

Já o subprojeto Aquisição de equipamento de impressão 3D..., coordenado pelo professor Jorge Lopes, do Departamento de Artes&Design (DAD), vai trazer para o BIODESIGN LAB, criado na parceria entre a PUC-Rio e o DASA, uma tecnologia de impressão 3D com recursos multimateriais,multicoloridos e biocompatíveis em uma única bandeja de impressão, com até cinco materiais diferentes.

– A tecnologia permite a produção de peças com materiais distintos, densidades variadas em uma mesma composição como, por exemplo, reprodução em alta resolução de estruturas de vertebrados, invertebrados e estruturas vegetais para fins de análise e pesquisa, variando desde a composição de uma bromélia até a reprodução interna de estruturas ósseas do corpo humano, com todas as diferentes densidades internas reproduzidas na porosidade da amostra, informa Lopes.

O equipamento é capaz ainda de imprimir peças com altíssima gama de variação de cores – de forma a reproduzir texturas de superfícies de materiais como ossos de complexa variação de cores e texturas em superfícies devido à ação do tempo como oxidação – e biocompatíveis, que podem ser esterilizadas e ou autoclavadas para apoio, por exemplo, a simulações e procedimentos médicos.

– Existem, atualmente, vários sistemas diferentes de tecnologias de Impressão 3D no mercado, que, embora utilizem procedimentos e materiais distintos, se baseiam no mesmo princípio de fabricação por deposição de camadas. O equipamento solicitado é um dos mais avançados existentes atualmente no mercado internacional, e possibilita a reprodução de peças com variadas características físicas em um único exemplar, com utilização e aplicação multiusuário por áreas diversas da ciência.

O BIODESIGN LAB pretende avançar nas pesquisas em tecnologias 3D, internacionalmente já bem sucedidas na área de medicina fetal, agora estendidas a diversas áreas da medicina como neurologia, cardiologia, ortopedia, transplante e outras, sempre enfatizando a importância da pesquisa interdisciplinar envolvendo médicos, designers, biólogos, engenheiros, programadores e outras áreas da ciência. De acordo com Jorge Lopes, "a criação do laboratório confirma o pioneirismo do DAD em design, tecnologia, ciência e medicina".




Publicada em: 23/08/2022