Pular para o conteúdo da página
Brasão da PUC-Rio

Vice-Reitoria para Assuntos Acadêmicos

Ensino, Pesquisa e Desenvolvimento

Por Renata Ratton Assessora de Comunicação - Vice-Reitoria para Assuntos Acadêmicos
Caitlin Mulholland, do Direito, e Daniel Mograbi, da Psicologia, realizam palestras em simpósio do programa Bragfost

Parceria Capes – Fundação Alexander Von Humboldt, encontro reuniu 60 pesquisadores brasileiros e alemães em Maceió

À esquerda: Caitlin Mulholland durante palestra sobre regulação de IA - Foto: arquivo pessoal; À direita: Daniel Mograbi, de amarelo, ao centro, junto a pesquisadores brasileiros e alemães que coordenam projetos no âmbito do Bragfost - Foto: divulgação


A professora Caitlin Mulholland, diretora do Departamento de Direito, e o professor Daniel Mograbi, da Psicologia e coordenador da graduação em Neurociências, palestraram no 12º Simpósio Brasil-Alemanha Fronteiras da Ciência e Tecnologia, realizado no contexto do programa Bragfost – parceria da Capes com a Fundação Alexander Von Humboldt. O encontro, que teve como tema central Bem-estar, foi sediado em Maceió (Alagoas), no início deste mês.

Em sua palestra, Caitlin falou sobre os desafios à regulação da inteligência artificial. Segundo a professora, com o crescente desenvolvimento e aplicação de tecnologias que utilizam IA, surgem dúvidas sobre a necessidade de regulá-las e sobre o tipo de regulação.

– Duas forças regulatórias se destacam: a regulação através de princípios éticos, que requer declarações de natureza inexequível, e os projetos de lei contendo conceitos e princípios legais, que pouco contribuem para a regulação adequada. O que proponho é que os instrumentos regulatórios legais existentes sejam suficientes para permitir o desenvolvimento e o monitoramento dos efeitos da aplicação de sistemas de IA. Leis que preveem a regulação do mercado (leis de concorrência e de defesa do consumidor), a proteção dos direitos fundamentais, a proteção de dados pessoais, a responsabilidade administrativa, civil e criminal etc., explica a diretora do Direito.

Já o professor Daniel Mograbi palestrou na sessão Psychopharmacology & Perception abordando a autoconsciência e apresentando estudos em curso e perspectivas futuras:

– O tópico da fala foi meu principal tema de estudo, a autoconsciência, que é a tomada de nós mesmos como objeto da consciência, quão bem sabemos sobre nós mesmos, nossas dificuldades e características. Descrevi meu percurso acadêmico com a investigação da autoconsciência em pessoas com transtornos neurológicos e psiquiátricos e estudos que estamos iniciando sobre substâncias psicoativas e autoconsciência. Mencionei também parcerias com o Departamento de Informática no desenvolvimento de aplicativos para fomentar a autoconsciência em quadros clínicos, relatou o pesquisador.


Sobre o 12º Simpósio Brasil-Alemanha Fronteiras da Ciência e Tecnologia do Bragfost:

O objetivo do Bragfost é conectar pesquisadores de diferentes campos da ciência e tecnologia sob o foco do bem-estar, abordando e refletindo acerca dos diferentes desafios, desde pequenas moléculas até o comportamento global.




Publicada em: 20/07/2022