Pular para o conteúdo da página
Brasão da PUC-Rio

Vice-Reitoria para Assuntos Acadêmicos

Prêmios e Destaques Acadêmicos

Por Renata Ratton Assessora de Comunicação - Vice-Reitoria para Assuntos Acadêmicos
Excelência e inovação

Tecnologias disruptivas aplicadas à intervenção em poços e reconhecimento a pesquisador da Engenharia Mecânica, no âmbito do Prêmio ANP de Inovação Tecnológica 2020, consolidam histórico de excelência da Universidade na indústria do petróleo

O professor Luiz Fernando Alzuguir em seu discurso no prêmio ANP - Foto: divulgação


Duas conquistas do Departamento de Engenharia Mecânica (DEM), na 7ª edição do Prêmio ANP de Inovação Tecnológica 2020, sedimentaram a fundamental contribuição dos pesquisadores e das pesquisas da PUC-Rio para a indústria do petróleo.

Escolhido por especialistas do setor de óleo&gás por suas pesquisas inovadoras na área de escoamento em dutos de petróleo, o professor Luiz Fernando Alzuguir Azevedo recebeu o Prêmio Personalidade Inovação Tecnológica 2020 conferido pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Ao receber o troféu do Superintendente de Pesquisa de Desenvolvimento Tecnológico da ANP, Alfredo Renault, Azevedo expressou sua surpresa e honra por receber a homenagem, além de dedicar o prêmio aos pesquisadores que atuam em sua área.

Já o projeto Plataforma robótica autônoma a operações rigless de perfilagem e intervenção em poços P&A, desenvolvido pelos professores Marco Antonio Meggiolaro, Arthur Braga, Helon Ayala e Alan Kubrusly (do Centro de Estudos em Telecomunicações), venceu na Categoria II – que compreendia projetos desenvolvidos por empresas brasileiras, com ou sem participação de instituição credenciada, em colaboração com empresa petrolífera, na área de exploração e produção de petróleo e gás.

O projeto vencedor traz uma plataforma modular robótica autônoma para operações Rigless (WellRobot) e realização de tarefas through tubing (TTiLT), e combinou os subprojetos Wellrobot® e TTiLT, em uma parceria com a Repsol Sinopec Brasil e a ouronova (empresa nascida da reunião de quatro spin-offs da PUC-Rio). Com o desenvolvimento, as operações de intervenção em poços podem ser realizadas no interior da coluna de produção, sem a necessidade de sistemas de conveyance (wireline, coil tubing ou slickline), reduzindo, assim, o custo e tempo das operações de perfilagem acústica.

Projetos WellRobot e TTiLT, uma parceria CTC/PUC-Rio, Repsol Sinopec Brasil e ouronova, recebem prêmio de Inovação Tecnológica (Categoria II) da ANP - Foto: divulgação

– A inovação do Wellrobot e da TTiLT está na capacidade de avaliar de forma autônoma a integridade mecânica de poços de petróleo e gás. O Wellrobot conta, em sua configuração nativa, com sensores de pressão, temperatura, identificação de juntas, medição de diâmetro interno da coluna e de final de coluna - explicou. De acordo com o professor, a ferramenta TTiLT emprega ondas acústicas ultrassônicas e técnicas de processamento de sinais baseadas em aprendizado de máquina para avaliar a qualidade da cimentação em poços que serão permanentemente abandonados. Ainda segundo Meggiolaro, que é coordenador do projeto Wellrobot e do Laboratório de Robótica (LabRob), a plataforma é uma ferramenta fundamental para a indústria, com o diferencial da autonomia:

– O Wellrobot fornece informações importantes para o planejamento de plugueamento e abandono (P&A). Seu principal diferencial é sua autonomia, sendo capaz de operar sem a necessidade de sonda, e tomando decisões em tempo real com sua inteligência embarcada, criada por nós. Esse prêmio é o reconhecimento do esforço multidisciplinar das equipes envolvidas em projetar um hardware robusto integrado a um software inteligente que desenvolvemos desde 2019, contando, na equipe, com o doutorando João Soares e o mestre Tiago Simões, engenheiros mecânicos formados e pós-graduados na Universidade.

O trabalho multidisciplinar envolveu as áreas de Engenharia Mecânica, Eletrônica, Robótica, Processamento de Sinais e Inteligência Artificial. Para Arthur Braga coordenador do Laboratório de Sensores, do DEM, onde foi criada a ferramenta TTiLT, “o mérito é das dedicadas equipes técnicas da PUC-Rio e da ouronova, que contam com mais de 20 profissionais altamente qualificados, cuja grande maioria é de alunos ou ex-alunos da Universidade”.

Os professores Luis Fernando Azevedo (ao centro), Arthur Braga (à direita) comemoram com o Prof. Silva Mello (à esquerda) os prêmios ANP conquistados nessa edição - Foto: divulgação

Eduardo Costa, CEO da ouronova, sublinhou que o prêmio confirma que o Wellrobot e a ferramenta TTiLT representam uma solução disruptiva no monitoramento da integridade de poços, fator crucial nas operações de E&P (exploração e produção). “ Um robô autônomo, modular, que pode incorporar novas ferramentas, além da TTiLT, vai garantir o monitoramento e intervenções no poço com maior confiabilidade e previsibilidade”, ressalta, lembrando que o projeto vai disponibilizar uma tecnologia de ponta inédita para o mercado de óleo e gás”.

Meggiolaro e Braga reconheceram ainda o importante apoio da Repsol Sinopec Brasil, que, além de viabilizar os dois projetos, colaborou intensamente na execução técnica de ambos:

– Este modelo de projeto, envolvendo laboratórios de pesquisa da universidade, operadores grandes do setor e empresas de base tecnológica, sejam startups ou empresas já consolidadas no mercado, é uma tendência a ser seguida no uso dos recursos da cláusula de PD&I da ANP. Cabe ressaltar que o mercado de descomissionamento de poços de petróleo que estão parando de operar é enorme não só no Brasil, mas em todo o mundo. O TTiLT busca não só otimizar o custo destas operações, mas também a redução dos seus riscos ambientais” – esclareceu Braga.




Publicada em: 13/12/2021