Pular para o conteúdo da página
Brasão da PUC-Rio

Vice-Reitoria para Assuntos Acadêmicos

Ensino, Pesquisa e Desenvolvimento

Por Renata Ratton Assessora de Comunicação - Vice-Reitoria para Assuntos Acadêmicos
Faperj aprova projeto da Química, em cooperação com o Instituto Carlos Éboli e o IME, no Programa de Apoio a Projeto de Inovação da Segurança Pública - Ciências Forenses 2021

Proposta é utilizar os avanços nas técnicas e nos protocolos analíticos para a melhoria da eficácia nos resultados


O projeto Novas estratégias forenses para munições, explosivos e papiloscopia, coordenado pelo professor José Marcus de Oliveira Godoy, da Química, foi aprovado pelo edital Programa de Apoio a Projeto de Inovação da Segurança Pública - Ciências Forenses 2021, divulgado no dia 22 de julho.

De acordo com o projeto, que será executado em parceria com o Instituto Carlos Éboli e o Instituto Militar de Engenharia (IME), os avanços nas técnicas e nos protocolos analíticos devem se refletir na melhor eficácia na geração de resultados, contribuindo para a promoção da justiça. Neste sentido, uma ação coordenada de pesquisadores da PUC-Rio e peritos pretende trazer avanços relacionados com a marcação e caracterização de componentes de explosivos, pólvoras e munição e na revelação de impressões papilares dérmicas latentes.

A Química Forense é acionada para investigar aspectos legais que envolvem conhecimentos na área. É o segmento da Criminalística responsável pela análise, classificação e identificação das espécies químicas encontradas nos locais de ocorrência de um delito ou que possam ter relação com este.

Em sua segunda edição, o edital Programa de Apoio a Projeto de Inovação da Segurança Pública - Ciências Forenses 2021 busca estimular projetos de inovação no campo das Ciências Forenses, que possam contribuir para a Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro.




Publicada em: 16/08/2021