Pular para o conteúdo da página
Brasão da PUC-Rio

Vice-Reitoria para Assuntos Acadêmicos

Ensino, Pesquisa e Desenvolvimento

Por Renata Ratton Assessora de Comunicação - Vice-Reitoria para Assuntos Acadêmicos
Uma luz para a pesquisa social e humana em tempos de Covid-19

Guia lanado pelo LabMet (IRI) e dhLab (PUC) busca transmitir estratgias inovadoras, dicas, ferramentas, alm de reunir contribuies diversas de pesquisadores e instituies

Doutorandas Ana Carolina Lacerda e Las Ramalho, do LabMet, do IRI, e do dhLab PUC-Rio, elaboraram o Guia, sob a coordenao dos professores Isabel de Siqueira e Bruno Magalhes - Fotos: arquivos pessoais


A interao social interrompida pela pandemia trouxe obstculos difceis de transpor para as pesquisas em cincias sociais e humanas e, ao mesmo tempo, um cenrio global totalmente modificado.

A necessidade de repensar prticas e metodologias se imps em um perodo que alia estagnao, transformao e deixa muitas perguntas no ar... Como realizar pesquisas que exigem trabalho de campo? possvel realizar entrevistas ou atividades de observao participante a partir da prpria casa? Quais outros mtodos poderiam ser importantes nesse momento? Como manter um projeto de pesquisa relevante frente a essa brusca transformao mundial?

O Laboratrio de Humanidades Digitais e o Laboratrio de Metodologia (LabMet) se uniram nessa empreitada e dela nasceu o Guia da Pesquisa em Quarentena. O documento foi elaborado pelas doutorandas do IRI Ana Carolina Lacerda e Las Ramalho, assistentes de pesquisa, sob a coordenao dos professores Isabel de Siqueira e Bruno Magalhes. Segundo Isabel de Siqueira, coordenadora do LabMet, a ideia da elaborao foi auxiliar todos os pesquisadores e pesquisadoras, alm de contribuir com dicas e estratgias para o perodo da pandemia.

– Acreditamos que ele tambm poderia ser til nos casos em que sejam necessrias adaptaes por conta do isolamento social e desenvolvimento de estratgias para pesquisas que precisam seradaptadas por razes outras, como a dificuldade de acesso s fontes primrias, por exemplo, observa Isabel.

Para a elaborao do Guia, os laboratrios se basearam em dezenas de questionrio circulados entre docentes e discentes de ps-graduao dos departamentos e institutos de Humanidades e Cincias Sociais da PUC-Rio. As questes apresentadas tinham como objetivo compreender as principais dificuldades na conduo da pesquisa acadmica durante a pandemia e conhecer quais estratgias as pesquisadoras vinham adotando desde ento para transpor esses obstculos. Segundo Isabel, o objetivo do Guia oferecer um panorama da situao de pesquisa nas reas, atualmente no Brasil, tendo em vista a pandemia, bem como apresentar alguns obstculos e caminhos possveis para a conduo de variadas pesquisas, com base nas respostas e sugestes dos questionrios e nas anlises das doutorandas.

– O documento oferece um breve resumo do contexto originado pela pandemia e uma discusso sobre como ela vem afetando a educao superior e a produo cientfica mundial, chamando ateno os aspectos especificamente relacionados a questes de gnero, classe e raa. Oferece tambm um levantamento de mtodos e metodologias de pesquisa que podem ser utilizados para a adaptao de pesquisas em contextos de isolamento social, com exemplos de artigos, websites, bibliografia especializada e sugestes de plataformas para a realizao de surveys, entrevistas e armazenamento de dados qualitativos, explica.


Sobre os laboratrios envolvidos:

LabMet – A professora Isabel de Siqueira coordena o LabMet desde sua criao, em 2015 (www.labmetodologia.com). O LabMet tem papel de formao junto a ps no IRI; organiza dois minicursos de metodologia e uma oficina de mtodo todo semestre, sempre tambm com vagas para externas.

Segundo a coordenadora, uma importante orientao do LabMet a democratizao do conhecimento, com a edio de um livro todo ano – junto Editora PUC-Rio e com o aporte do IRI –, com contribuies das professoras convidadas para aqueles cursos. Os livros ficam disponveis para download gratuito, bem como todo o material dos cursos. O objetivo geral contribuir com material que apoie a pesquisa em Cincias Sociais no Brasil. O Guia de Pesquisa na Quarentena, nesse sentido, mais uma dessas contribuies.

dhLab – O projeto-base do dhLab, por sua vez, foi elaborado pelos professes Bruno Magalhes e Isabel de Siqueira, e contou com fundos da FINEP e amplo suporte da prpria PUC-Rio. O projeto do dhLab liderado, dentro da Universidade, pela professora do IRI Mnica Herz, vice-decana setorial de pesquisa do Centro de Cincias Sociais, pelo professor Luiz Roberto Cunha, decano, e pela professora Monah Winograd, do Centro de Teologia e Cincias Humanas, que vm cumprindo a misso de mobilizar os departamentos para erguer esse laboratrio transdisciplinar.

De acordo com Isabel de Siqueira, o dhLab ocupar um espao no Matteo Ricci, j em construo antes do isolamento. O espao ter diversas reas para uso docente e discente (ps) do CCS e do CTCH em parceria com a Informtica. O dhLab j tem um conselho, formado por 22 professores da PUC, de diferentes departamentos. Algumas reunies j foram realizadas, organizadas pelo decanato do CCS, no intuito de gerar sinergias importantes para pensar e se engajar criticamente com tecnologias e o mundo digital a partir dos aportes das Humanidades. O site est em construo.


O processo – entrevista com as doutorandas Ana Carolina Lacerda e Lais Ramalho


As doutorandas do IRI Ana Carolina Lacerda e Lais Ramalho, autoras do Guia da Pesquisa em Quarentena, conversaram com a Assessoria de Comunicao da Vice-Reitoria para Assuntos Acadmicos sobre o trabalho.


Ascom/VRAC – Quais foram as principais dificuldades levantadas e caminhos apontados?

Las RamalhoLas Ramalho: Nossa pesquisa aponta uma srie de dificuldades impostas pela pandemia ao trabalho acadmico. A necessidade de isolamento social impede, por exemplo, o acesso a laboratrios, bibliotecas e outras estruturas indispensveis para a pesquisa acadmica, uma vez que a maioria das universidades e centros de pesquisa esto fechados ou com acesso limitado. Alunos que dependem, por exemplo, do acesso internet disponibilizado pelas suas Instituies de Ensino Superior encontram uma considervel barreira pesquisa durante a quarentena. Tambm se tornou mais difcil realizar projetos que envolvam pesquisa de campo, especialmente, aquelas com populaes vulnerveis – que no podem ser facilmente contatadas porque no dispem de meios de comunicao como o celular ou as redes sociais.

Ana LacerdaAna Lacerda: Quando pensamos em limitaes pesquisa acadmica na pandemia comum uma associao imediata com pesquisas que so desenvolvidas em laboratrios, principalmente nas reas biomdicas e exatas. Entretanto, assim como as demais atividades laborais, a pesquisa nas reas de humanas e sociais tambm foi muito afetada pela imposio do isolamento social. Para compreendermos melhor como isso se materializava no dia a dia dos pesquisadores, enviamos um questionrio aos professores e ps-graduandos dos departamentos de humanidades e cincias sociais da PUC-Rio. Obtivemos 64 respostas das mais diversificadas: alguns pesquisadores afirmaram que suspenderam suas pesquisas enquanto a pandemia durar, pois desenvolv-las dentro de casa conciliando-as com as outras atividades relacionadas ao trabalho reprodutivo tornou-se invivel; outras disseram que adiaram a pesquisa de campo e, no momento, priorizavam estudos tericos. O problema que, dependendo do estgio da vida acadmica em que o pesquisador se encontra, “adiar” ou “suspender” a pesquisa no uma opo quando se tem prazos a cumprir, seja do mestrado, do doutorado ou para o desenvolvimento de um projeto com algum tipo de financiador pblico ou privado.

Las RamalhoL.R: Entre os caminhos apontados, sugerimos inmeras ferramentas, mtodos e metodologias que podem ser realizados (pelo menos, parcialmente) a partir de casa. Alm disso, discutimos a importncia de levar para o universo da pesquisa o contexto que estamos vivenciando. Acreditamos que, em vez de apenas desviar dos obstculos impostos pela pandemia, a pesquisa acadmica na rea de cincias sociais e humanas pode fazer uma importante contribuio ao analisar inmeros temas sob as lentes oferecidas por essa conjuntura. Nesse sentido, sugerimos adicionar perguntas como “o que a pandemia provoca no fenmeno X?”, “quais novas abordagens esse ponto de vista pode trazer?”.


Ascom/VRAC -
H algo semelhante sendo feito em outros pases?

Las RamalhoL.R.: Ao longo da pesquisa, notamos que as universidades estrangeiras tm oferecido instrues gerais aos alunos e pesquisadores, que envolvem principalmente o acesso ao campus, s plataformas online de ensino ou mesmo dicas para manter a sade mental durante o isolamento. Tambm vimos algumas iniciativas, como a da revista Nature, de discutir como o trabalho cientfico e acadmico devem se transformar com a pandemia das SaRS-Cov-2. Na elaborao do Guia de Pesquisa na Quarentena, decidimos aliar esses dois formatos: dicas para o dia-a-dia da pesquisa e uma anlise geral do cenrio para as cincias sociais e humanas, incluindo as especificidades locais. preciso lembrar que a desigualdade social e econmica no Brasil tambm um fator complicador de diversos dos efeitos negativos provocados pela pandemia e isso, claro, tambm se reflete nas condies socioeconmicas dos pesquisadores e nos recursos ou mesmo no tempo disponvel que estes tero para dedicar s suas pesquisas. Alm disso, nos preocupamos em oferecer ferramentas, mtodos e metodologias que possibilitem ou, pelo menos, facilitem prosseguir com as pesquisas durante o isolamento social. Sabemos que uma das partes mais importantes do trabalho acadmico e cientfico estar em contato com o mundo. O que fizemos foi reunir possibilidades de estabelecer esse contato a partir de casa.

Ana LacerdaA.L: Algumas universidades oferecem cursos, outras disponibilizam podcasts com orientaes. No Brasil, por exemplo, a UFABC elaborou uma lista com dicas de atividades que os pesquisadores poderiam fazer durante a pandemia. Citamos algumas dessas iniciativas no Guia e disponibilizamos o link direto para acess-las. No podemos afirmar que nenhuma universidade produziu algo semelhante em meio a contribuies to diversas, mas acredito que o que nosso Guia faz diferena tambm pela tarefa de compilar muitas dessas informaes em um s material escrito e com acesso facilitado.


Ascom/VRAC
- Que estratgias interessantes foram identificadas para seguir com a pesquisa?

Las RamalhoL.R.: Considerando que cada pesquisa tem sua identidade e especificidade, acreditamos que a estratgia mais importante fazer o mximo a partir do que se tem. Ns pesquisadores temos nossas preferncias e intimidades com certos mtodos e com certas ferramentas, que funcionam muito bem em situaes normais, mas que acabaram se tornando praticamente inacessveis com a crise desencadeada pelo coronavrus. Buscamos oferecer, no Guia de Pesquisa na Quarentena, algumas metodologias que funcionam bem no ambiente virtual, como a intertextualidade, a ciberetnografia e a ciberpraxiografia. De forma geral, no entanto, sabemos que o passo mais importante no ter medo de diversificar seus meios e de testar novas possibilidades. Sugerimos inmeros aplicativos e plataformas de processamento de dados que podem oferecer novas perspectivas para observar o material que o pesquisador j tem; a possibilidade de trocar ideias com pesquisadores que trabalham ou j trabalharam com determinado tema como forma de coletar dados secundrios que contribuam para a pesquisa; e at mesmo uma srie de tours de realidade virtual em museus, bibliotecas com catlogos riqussimos disponibilizados online e cursos gratuitos que podem ajudar a renovar as ideias ou mesmo demonstrar como possvel ter um olhar criativo e curioso sobre o mundo mesmo a partir das nossas casas.

Ana LacerdaA.L.: Como pesquisadores de humanas e sociais h uma espcie de entendimento comum da necessidade de adaptar as metodologias para o ambiente virtual a partir a utilizao de mtodos como entrevistas e questionrios online ou realizao de uma etnografia virtual (ciberetnografia ou netnografia), o problema que, por mais que houvesse esse entendimento “comum” entre os pesquisadores, poucos so os que tm experincia na realizao dessas atividades online. Nesse sentido, muitos tinham uma ideia “do que fazer”, mas estavam perdidos no “como”. Portanto, o Guia busca apresentar outras possibilidades de conduo da pesquisa  e, principalmente, oferece uma srie de dicas de ferramentas virtuais que podem ser utilizadas nesse processo, mencionadas pela Las, alm de indicar outras possibilidades metodolgicas e as respectivas referncias especializadas.




Publicada em: 10/08/2020