Pular para o conteúdo da página
Brasão da PUC-Rio

Vice-Reitoria para Assuntos Acadêmicos

Ensino, Pesquisa e Desenvolvimento

Por Renata Ratton Assessora de Comunicação - Vice-Reitoria para Assuntos Acadêmicos
Professor James Green, um dos grandes nomes presentes ao congresso da Brazilian Association Studies (BRASA), faz balano do encontro e fala sobre trajetria da instituio
Em sua opinio, discusso sobre raa, identidade e ao afirmativa foi destaque nos debates

Oprofessor James Green e aprofessora Angela Paiva, na sede da CCCI: livro lanado e sucesso na realizao do XIV Congresso da BRASA - foto: Renata Ratton/Vrac


Apaixonado pelo Brasil e brasilianista internacionalmente reconhecido, o professor norte-americano James N. Green, da Brown University, foi um dos grandes nomes presentes ao XIV Congresso da Brazilian Studies Association (BRASA), realizado na PUC-Rio na ltima semana de julho, sob a organizao da Coordenao Central de Cooperao Internacional.

Green se envolveu com a histria do pas ainda nos tempos da ditadura, quando participou, nos Estados Unidos, de manifestos contra o domnio militar. O episdio deu incio a uma longa trajetria de vivncias, pesquisas e projetos do historiador fundador do movimento LGBT em So Paulo - que lanou seu 11 livro relacionado ao Brasil durante o congresso da BRASA: Revolucionrio e gay: a extraordinria vida de Herbert Daniel pioneiro na luta pela democracia, diversidade e incluso (Ed. Civilizao Brasileira).

Ex-presidente da associao, e atual diretor executivo, o professor falou sobre o encontro e a associao para a assessoria de comunicao da Vice-Reitoria para Assuntos Acadmicos.

Ascom/Vrac: Qual o balano que voc faz do XIV congresso da Brazilian Studies Association?

James Green: Tivemos 650 inscritos e credito o sucesso excelente organizao da PUC, que conquista, cada vez mais, visibilidade internacional. Um tero dos participantes foram norte-americanos e dois teros brasileiros, o que, para ns americanos, muito importante j que sempre queremos incentivar um dilogo entre os norte-americanos que estudam o Brasil e os brasileiros que estudam o Brasil.

Ascom/Vrac: Quais foram as pesquisas e discusses de mais destaque?

James Green: Foi um congresso altamente interdisciplinar, com painis abrangendo todas as disciplinas das cincias sociais e humanas. Chamou minha ateno, este ano, a discusso sobre raa, identidade e ao afirmativa, que certamente reflete uma realidade do Brasil. H um debate ao longo dos ltimos dez anos sobre esse assunto, intensificado por mudanas nos ltimos dois, como a interveno militar nas favelas e o assassinato da vereadora Marielle Franco que gerou um impacto muito forte nos americanos que acompanham o Brasil. Quem se interessa pelo Brasil tem muita preocupao com o futuro do pas e o que vai acontecer nos prximos momentos.

Brasil e Estados Unidos esto passando por perodos difceis, cada um de seu modo, ento queremos reforar a nossa necessidade de apoio nacional e internacional para enfrentar esse momento. Ter esses laos internacionais importante para fomentar as oportunidades de cooperao.

Em termos de pesquisa, o mais importante do congresso BRASA, a meu ver, ser um espao aconchegante, onde as pessoas podem interagir com quem j tinham colaborao, muitas vezes apenas remota, e conhecer novos colaboradores. Eu mesmo fechei trs projetos durante o encontro.


A professora Renata Souza conduziu homenagem vereadora Marielle Franco - foto: Antonio Albuquerque, Ncleo de Memria


Ascom/Vrac: Que projetos?

James Green: Eu tenho um projeto Opening Archived, em que digitalizamos documentos do Departamento de Estado sobre o Brasil durante a ditadura militar jdigitalizamos e indexamos 30 mil documentos; negociei a ampliao da pesquisa para trs novos temas: as Foras Armadas brasileiras no olhar dos americanos;a influncia norte-americana nos sindicatos brasileiros este com a professora Larissa Corra, do Departamento de Histria da PUC-Rio; e a Comisso Interamericana de Direitos Humanos.

Ascom/Vrac: Como surgiu a Brazilian Studies Association e como vem se desenvolvendo?

James Green: A BRASA foi fundada em 1992, por um grupo de pesquisadores dissidentes da Latin American Association (LASA), que acreditava que o Brasil estava marginalizado dentro do programa. Os professores Jon Tolman, da University of New Mxico, e Roberto Reis, da University of Minnesota, criaram a nova associao cujo primeiro congresso foi realizado em Atlanta, o segundo em Minnesota, o terceiro em Cambridge, o quarto congresso em Washington - quando fui chamado para participar do comit executivo -, e aqui estamos no dcimo quarto.

Ao ingressar no comit, dei incio a um processo de transformao da organizao. Fui eleito vice-presidente paradepois ser presidente h um sistema de formar as pessoas ao longo dos anos - e, atualmente, sou diretor executivo.

O sexto congresso da BRASA foi realizado na PUC-Rio, tambm com muito sucesso, na ocasio em que a associao estava se afirmando como uma nova organizao. Hoje, a BRASA tem uma estabilidade administrativa e financeira muito slida. Desenvolvemos uma maneira especial de organizar nossos congressos para que possamos sempre fazer uma interveno acadmico-poltica nos locais em que so feitos os encontros. No foi por acaso que, para a plenria geral sobre o futuro dos estudos brasileiros, convidamos trs mulheres negras: Gladys Mitchell-Walthour, da University of Wiscosin Milwaukee,vice-presidente da Brasa; Marcia Lima, professora da USP, e Renata Souza, ex-aluna de Comunicao Social da PUC-Rio e ex-chefe de gabinete da vereadora Marielle Franco.


Green durante sua apresentao na sesso plenria O Futuro dos Estudos Brasileiros: a mesa, a professora Gladys Mitchell-Walthour, da University of Wisconsin-Milwaukee, e vice-presidente da BRASA, a professora Mrcia Lima, da Universidade de So Paulo, e a professora Renata Souza, da Universidade Federal do Rio de Janeiro - foto: Antonio Albuquerque, Ncleo de Memria


Esse um exemplo de como estamos querendo modificar o perfil dos estudos brasileiros, nos Estados Unidos e aqui, sendo cada vez mais inclusivos e abertos diversidade. uma organizao que est tendo reconhecimento nesse sentido.

Nosso prximo congresso ser realizado em Austin, Texas, em 2020. Em 2022, vamos comemorar 30 anos em Washington.




Publicada em: 06/08/2018